↑ Voltar a I+D+I

A PPA em Projetos I+D+I

Projeto IDIaqua – Potenciar a I+D+i de excelência em matéria de tratamento de águas em pequenos aglomerados urbanos

A PPA integra o projeto IDIaqua que tem como objetivo potenciar a I+D+I de excelência em matéria de tratamento de águas residuais em pequenos aglomerados urbanos.

A PPA tem entre os seus objetivos a identificação de novas oportunidades para o desenvolvimento de projetos e iniciativas I+D+I nos mercados globais. Neste âmbito, a PPA integra o projeto IDIaqua, cuja reunião de lançamento decorreu no passado dia 4 de Outubro de 2017.

O projeto IDIaqua tem como objetivo promover a investigação no âmbito do tratamento de águas residuais em pequenos aglomerados urbanos e é coordenado pela Fundación Centro de las Nuevas Tecnologías del Agua (CENTA) contando com a participação de um total de 15 parceiros de Espanha e Portugal. Entre os restantes parceiros Portugueses contam-se a Águas do Algarve, a Águas do Vale do Tejo, a Universidade da Beira Interior e a Universidade do Algarve.

A realização do projeto ao longo dos próximos três anos, estrutura-se em seis grupos de atividades, nomeadamente:

  • a criação de uma Rede Tecnológica de Tratamento de Águas Residuais em Pequenos Aglomerados Urbanos;
  • o desenvolvimento de “Estratégia de I+D+I sobre o tratamento da água residual em pequenos aglomerados urbanos”;
  • a melhoria de infraestruturas de I+D+I;
  • um plano de projetos demonstrativos inovadores; e
  • as atividades transversais de gestão, de comunicação e de disseminação dos resultados do projeto.

O IDIaqua é um projeto financiado pelo Programa POCTEP (2014-2020), com uma duração formal de 30 meses e um orçamento total de 3,3 M€, com financiamento FEDER de 2,4 M€.

Clique aqui para a nota de imprensa do projeto.

Mais informação sobre o programa POCTEP podem ser encontrada no website: http://www.poctep.eu/

 

Projecto TWIST – Estratégia transnacional para a inovação no domínio da água

No âmbito dos seus objetivos de identificação de novas oportunidades para o desenvolvimento de projetos e iniciativas I+D+I nos mercados globais, a PPA integrou um consórcio internacional, com 12 entidades provenientes de Portugal, Espanha e França, que apresentou uma candidatura ao Programa Interreg Sudoe com o projeto TWIST – Estratégia Transnacional para a Inovação no domínio da Água (Transnational Water Innovation STrategy).

O projeto TWIST está focado na perspetiva tecnológica da gestão de águas residuais (tratamento e reutilização) e tem como principal objetivo criar novas parcerias transnacional e transregional, entre os diferentes agentes do setor da água com a capacidade de mobilizar os atuais recursos e desenvolver novos processos de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (I&D+I) em direção ao cumprimento dos objetivos da Directiva-Quadro da Água (DQA).

O projeto TWIST foi aprovado a 7 de fevereiro de 2018, na segunda convocatória do Programa Interreg SUDOE, e o contrato de concessão foi assinado a 9 de abril de 2018, em Santander, em Espanha, nos termos do contrato n.º SOE2 / P1 / E0506. Com um orçamento total de um milhão, noventa e oito mil e quinhentos euros é cofinanciado a 75% pelo Interreg SUDOE através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. O projeto TWIST começou a 1 de abril de 2018, com a duração de 36 meses, encontra-se dividido nos seguintes grupos de tarefas:

  • GT1. Criação de conhecimento: análise de atores e caracterização de processos de inovação a nível regional;
  • GT2. Experimentação : metodologia comum para a criação de três “laboratórios vivos” para a gestão, tratamento, reciclagem e recuperação de produtos em águas residuais;
  • GT 3. Análise de resultados e exploração do mercado: estratégia comum para a identificação de oportunidades de mercado;
  • GT4. Capacitação para o desenvolvimento regional e criação de emprego;
  • GT5. Capitalização e transferência de resultados para outras regiões SUDOE.

Clique aqui para a nota de imprensa do projeto.

Para mais informações sobre o Interreg SUDOE, por favor consulte: www.interreg-sudoe.eu.

 

Projecto REDAWN  – Redução da Dependência Energética nas Redes de Água da Área Atlântica

A indústria da água é o quarto setor energético mais intensivo na área do Atlântico, responsável por contribuições significativas para as alterações climáticas e por reduções na competitividade devido aos custos associados. Neste quadro, o projecto REDAWN visa melhorar a eficiência energética das redes de água através da instalação de tecnologia inovadora de micro-hidro-energia (MHP). Essa tecnologia permitirá recuperar energia nas redes de tubulação existentes em infra-estruturas de irrigação, abastecimento público de água, gestão de águas residuais e indústrias de processo.

O REDAWN reúne 15 parceiros de 5 países no Espaço Atlântico compreendido pela Irlanda, França, Espanha, Portugal e Reino Unido. A PPA é um dos parceiros deste projecto que foi desenvolvido em consórcio liderado pelo Trinity College Dublin, que para além do IST – Instituto Superior Técnico, conta com a Action Renewables Ltd, Universidade de Nápoles Federico II, Hidropower Ltd, FAEN, Feragua, WATEF Network, SMPGA e a Universidade de Córdoba.

O REDAWN visa desenvolver um ambiente institucional, social e tecnológico adequado para promover uma maior eficiência de recursos nas redes de água, incluindo:

  • Avaliação da recuperação de energia em redes de água na área atlântica (AA);
  • Avaliação de impacto económico/ambiental desta tecnologia na região;
  • Desenvolvimento de directrizes de projecto e ferramentas de apoio à recuperação de energia hidroeléctrica em sistemas de água potável, águas residuais, irrigação e processos industriais;
  • Desenvolvimento de políticas e ferramentas de apoio institucional para aumentar a implementação de projetos de recuperação de energia;
  • Quantificação dos impactos societais da recuperação de energia hidroeléctrica em redes de água;
  • Difusão generalizada e promoção da eficiência energética nas redes de águas.

Este é um projecto de 2,9 milhões de euros financiado pelos fundos FEDER do programa Interreg Espaço Atlântico. O projeto tem a duração de três anos e será concluído na primavera de 2020. Para mais informações sobre projecto REDAWN por favor consulte: https://www.redawn.eu/pt